segunda-feira, 5 de julho de 2010

Os "Enleios" da minha infância


Para mim, são Enleios."
Imagem da net.

Tive a benção de crescer no campo, primeiro na Argentina e depois em Portugal, na zona de Leiria.
Nas minhas andanças á procura da melhor erva para os coelhos, palmilhava toda a zona envolvente da nossa casa.
Principalmente no verão quando, motivado pela seca, escasseava a tão necessária ervinha, era na vala (ribeira) onde tínha mais probabilidade de encontrar boa e fresca erva.
Entrava na água limpida e cristalina, e ficava encantada com toda aquela verdura na beira das vala. A variedade de flores e cores, encantavam-me.
Recordo-me que havia uma trepadeira que dava umas flores brancas, tipo uns sininhos, que subiam pelas canas acima até lá bem alto, e ficavam sobre a água a baloiçar ao vento, que fazia as minhas delícias.
Não lhe conheço o nome, e após várias tentativas de pesquisa na net, não consegui descobrir. Apenas encontrei uma fotografia que é a que publico acima.
Se por acaso algum amigo souber o nome dela, e queira ter a gentileza de me informar, eu ficaria muito grata.
Obrigada.

6 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Tenha uma linda semana.

Tomara que essa semana seja
para você um ínicio de vida
inteiramente azul...

Que o mau humor e as coisas
ruins fiquem bem longe de
você...

Que você comemorar cada novo
dia...

E aceite cada momento como um
presente especial da vida para
você.

Você possa declarar, demonstrar
e receber muito amor...

Que sonhe e voe cada vez mais
alto, e alcance seus sonhos!

Que você possa e saiba trabalhar
e estudar, e fazer tudo com prazer.

Que saiba descansar, se divertir
e fazer o que você gosta!

Seja sempre essa Pessoa Especial
que é!

Que você tenha uma Linda Semana!!!

(texto da net).

beijooo.

Anita disse...

Linda Viviana bom dia, hoje por aqui demasiado quente para o meu gosto, Espera-se 42ºC. Já andei a regar as plantas e a molhar bem o pátio para que os cães possam ter mais fresco embora eles lá fazem buracos e buracos para procurarem a terra mais húmida.
Como eu me lembro destas flores. Em pequena o meu avô quando me levava a passear havia imensas pelos campos. Hoje por acaso vê-se pouco. pelo menos por aqui.

Querida amiga desejo-lhe um bom inicio de semana.
Beijinhos.
Fique bem. Fique com Deus.
Anita (amor fraternal)

Pico da Pedra disse...

Cara amiga,

penso que a planta em causa é uma Cuscuta epithymum. É uma parasita de arbustos e floresce entre Abril e Outubro na Europa Mediterrânica.

Também é conhecidda por Cabelos, Cabelos-de-Nossa-Senhora, Cuscuta, Linheiro e Linho-de-cuco

Beijo corisco

esperança disse...

Boa tarde minha querida maninha.
Espero que tudo vá bem contigo, comigo, tudo vai bem.

Também eu bem me lembro destas trepadeiras com flores brancas, que abundavam pelos nossos caminhos nos arredores de Leiria. O que mais me espantou quando as vi na foto do teu poste, foi: que pouco antes de vir da Madeira, fomos dar uma volta, pelos lugares que conheces, e vi por lá muitas, e bem fresquinhas. Até chamei a atenção do João Pedro para elas, e disse: Olha estas campânulas branquinhas que havia em Leiria!! E como tu, pensei na nossa meninice. Ele há cada coincidência!?!

Um xi-coração apertadinho
Esperança

carmen disse...

Aqui no Brasil são típicas flores do campo... Vou ver com a minha mãe, que deve saber o nome.

bjs, querida

Liliana disse...

O nome da florzinha eu não sei
parecem doces, parecem sininhos
Mas elas tem um quê de singeleza
que me ufana
Acho que vou chamá-las
vivianas.