quinta-feira, 8 de julho de 2010

Poesia Cabo - verdiana


Escritor Manuel Lopes

Ao ler as notícias sobre a visita de Sua Excelência o Senhor Presidente da República, Professor Doutor Anibal Cavaco Silva, á República de Cabo Verde, constatei que fizeram parte da programação textos e poemas da autoria do escritor Cabo- verdiano Manuel Lopes, que não conhecia.
Lancei-me á descoberta e foi um grande prazer conhecer um pouco da sua obra.
Dele publico este interessante poema:

A Garrafa

Que importa o caminho
da garrafa que atirei ao mar?
Que importa o gesto que a colheu?
Que importa a mão que a tocou
- se foi a criança
ou o ladrão
ou filósofo
quem libertou a sua mensagem?
e a leu para si ou para os outros?

Que se destrua contra os recifes
ou role no areal infindável
ou volte ás minhas mãos
na mesma praia erma donde a lancei
ou jamais seja vista por olhos humanos
que importa?
... se só de atirá-la ás ondas vagabundas
libertei meu destino
da sua prisão?...

(Manuel Lopes)
1907 - 2005

3 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Um excelente dia pra vc amiga.

Uma bela poesia.

beijooo.

Fernanda disse...

Tanbem nao conhecia... ah como gostaria de conhecer todos os poetas! Pois e`como o poeta diz que importa que muitas vezes ninguem veja, ninguem saiba o que vai dentro de nos quando o mais importante e`libertar o que vai dentro de nos`Um bom dia Viviana.

manuel marques disse...

Poema lindo.

Beijo.