quinta-feira, 26 de setembro de 2013

A Finlândia e Portugal - o Melhor e o Pior

Uma vista da Rua Augusta -  em Lisboa
Uma rua em Helsínquia - Finlândia

Nas minhas veias, corre, na mesma proporção, sangue Finlandês e sangue Português. Também, creio poder afirmar, com verdade, que aqueles donde provenho, aos quais estou ligada por fortes laços de afecto, estão espalhados  por estes dois países. Daí, poder afirmar, com convicção, que amo Portugal e amo a Finlândia. Claro que pelo facto de viver em Portugal desde os meus quatro anos, considero Portugal a minha Pátria amada e o país mais lindo do mundo. Só tenho pena que em muitos aspectos, que creio fundamentais, tais como a justiça social, a repartição da riqueza, a cultura do trabalho, as oportunidades iguais para todos os cidadãos, o nível de vida, a própria forma de "fazer politica" e, outros valores, que constatamos existiren na Finlândia, não estejam assim tão presentes e visíveis em Portugal.

O exemplo que se segue é prova do que acabo de afirmar:

Reader's Digest: Lisboa é a cidade menos honesta do mundo

Marta Marques Silva  
25/09/13 16:0

Se encontrasse uma carteira caída no chão devolvia-a? Num estudo recente sobre a honestidade, a Reader's  Digest chegou á conclusão que os habitantes de Helsínquia, Finlândia, são os mais honestos enquanto os lisboetas ocupam a última posição.


Para este estudo os investigadores deixavam cair no chão 12 carteiras no total, espalhadas por locais movimentados das cidades e ficavam depois a observar se os transeuntes ficavam com as carteiras ou as entregavam a alguma autoridade para que pudessem ser devolvidas aos seus donos. Cada carteira continha ainda cerca de 50 euros, fotografias de família e contactos.
Em Helsínquia 11 das 12 carteiras foram entregues, enquanto em Lisboa apenas uma foi devolvida - não por um lisboeta mas por um casal de holandeses que se encontrava de férias.
No total, das 192 carteiras apenas cerca de metade foi devolvida.

 O estudo conclui ainda que as condições económicas não têm impacto directo no facto de as pessoas ficarem com o dinheiro ou não. Mumbai, na Índia, alcançou a segunda posição, com os cidadãos a devolverem nove das 12 carteiras. Em comparação, apenas quatro foram entregues em Zurique, na Suíça

Conheça a lista completa das capitais:

1. Helsínquia, Finlândia: 11 de 12 carteiras
2. Mumbai, Índia: 9 de 12
3. Budapeste, Hungria: 8 de 12
4. Nova Iorque, EUA: 8 de 12
5. Moscovo, Rússia: 7 de 12
6. Amesterdão, Holanda: 7 de 12
7. Berlim, Alemanha: 6 de 12
8. Liubliana, Eslovénia: 6 de 12
9. Londres, Reino Unido: 5 de 12
1Varsóvia, Polónia: 5 de 12
11.Bucareste, Roménia: 4 de 12
12.Rio de Janeiro, Brasil: 4 de 12
13.Zurique, Suiça: 4 de 12
14.Praga, República Checa: 3 de 12
15.Madrid, Espanha: 2 de 12
16.Lisboa, Portugal: 1 de 12

( https://news.google.pt/


Uma nota positiva:


Cerca de duas horas depois de ter publicado este post, que li ao meu marido, ele foi surpreendido por alguém, um jovem estudante, que aqui perto de casa, caminhava num grupo que o meu marido ultrapassou. O tal estudante apreçou o passo e aproximando-se do meu marido, perguntou-lhe: "O senhor perdeu dinheiro"? O meu marido levou a mão ao bolso e verificou que não tinha uma nota de 10 euros que metera no bolso antes de sair de casa,. É que, quando caminhava, o molho das chaves começou a querer cair do bolso e ele, levando a mão ao bolso, não reparou que ao mexer nas chaves fez cair a nota de 10 Euros.
Disse ao jovem: "Sim, falta-me uma nota de dez Euros". O jovem estendendo a mão disse: "Aqui está ela, caiu do seu bolso e eu vi.
O meu marido agradeceu-lhe e louvou-o pela sua honestidade, e, ofertou-lhe um Euro para um gelado.

Gostei da atitude do jovem. Fiquei mais contente.

 

11 comentários:

Lilasesazuis disse...

Interessante essa pesquisa.

Lembrei que uns anos atrás, jogaram no meu jardim da frente da casa, uma carteira com documentos de um carro, alguns trocados, fotos, e endereço...correndo liguei e a pessoa que atendeu, confirmou ser do filho que havia sido assaltado. Ela me passou o endereço e eu enviei pelo correio...e até hoje, não me ligou para agradecer...

Acho que ser honesto, está ligado à educação, principios e valores que recebemos na infância, da família!!

Pelo que li, Brasil não está muito atrás do povo liboense nesse quesito.

Tenha um ótimo dia,

beijinhos,

Lígia e =ˆˆ=

Rosa disse...

Olá Viviana.

Mais um estudo, mais um resultado que nos deixa tristes.



"Nenhum homem tem o dever de ser rico, grande ou sábio; mas todos têm o dever de serem honrados".

( Rudyard Kipling )


Viviana, bom descanso e para amanhã um bom dia de sexta feira.
Abraços de amizade.

Rosa disse...

Olá Viviana.

Mais um estudo, mais um resultado que nos deixa tristes.



"Nenhum homem tem o dever de ser rico, grande ou sábio; mas todos têm o dever de serem honrados".

( Rudyard Kipling )


Viviana, bom descanso e para amanhã um bom dia de sexta feira.
Abraços de amizade.

Avozinha disse...

Ah ah ah! O estudo devia ter sido feito era na Linha de Sintra!

Viviana disse...

Querida lígia

Concordo consigo:

"Acho que ser honesto, está ligado à educação, principios e valores que recebemos na infância, da família!!"

Um beijo
Viviana

Viviana disse...

Querida Rosa

Maravilhoso o pensamento que aqui deixou:


"Nenhum homem tem o dever de ser rico, grande ou sábio; mas todos têm o dever de serem honrados".

Um abraço
Viviana

Viviana disse...

Querida Eunice:

Acho que melhorou bastante!

Quando eu trabalhava era bem pior...

Um abraço
Viviana

Leonor C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leonor C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leonor C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Viviana disse...

Olá, Leonor

O seu comentário ficou registado no meu correio electrónico.

Gostei de o ler.

A propósito da Lígia, dos Lilazesazuis - ela é brasileira, a viver no Brasil.

Tudo de bom para si
Um abraço
Viviana