sexta-feira, 17 de abril de 2009

A Tecnologia de ponta na Assembleia da República


Assembleia da República - Imagem da net

Lembram-se de eu ter aqui publicado um post, no dia 26/03/09, sobre a Assembleia da República, cujo tema era:
"O Parlamento Português tem a sala de Sessões mais moderna do mundo."?
Tendo até eu escrito, que enquanto isso, havia muitas Esquadras da Polícia e Tribunais, sem o mínimo de condições para funcionar...
Pois bem, reparem no que lhes vou contar.

Hoje, eu, o Jorge e o Zé, decidimos assistir via TV., ao debate sobre a apresentação por parte do Bloco de Esquerda, de várias propostas de Projecto de Lei sobre vários temas, entre eles, um sobre o levantamento do Sigilo Bancário.
Lá ouvimos, o que todos os partidos tinham para dizer, até que chegou a hora da votação.
Bom, eu prestei a minha melhor atenção, até porque ia ser usada para o fim em vista, a nova e mais avançada tecnologia, inserida junto de cada deputado, num moderno computador.
Creio que são, salvo o erro, 230 deputados, logo existem lá 230 computadores .
Faz-se silêncio, e o Presidente Jaime Gama, anuncia que vai passar-se a fazer a votação.
"Preparem-se senhores deputados.
Por favor liguem os vossos computadores.
Vão ter que registar a vossa presença."
Reparo, que todos estão como que perfilados, diante do seu computador, preparados para a "espinhosa" tarefa.
"Primeiro vamos proceder á verificação do quorum.
Alguem precisa de ajuda?
Há na sala uma senhora assistente técnica para dar apoio a quem necessitar".
Vejo então que há vários braços no ar a solicitar ajuda técnica.
A assistente desdobra-se em prestar apoio a um e a outro.
Os minutos passam, e o Presidente da Mesa, aguarda em silêncio que tudo esteja pronto para verificar o quorum.
Mas as coisas estão complicadas e o tempo vai-se arrastando.
Bom, passados cerca de vinte minutos ou mais...ouve-se a voz do Presidente:
"Senhores deputados, preparem-se para clicar na tecla azul.
Vamos clicar."
Vejo que todos estão como que em sentido, diante do computador, fixando a tecla azul.
Olham uns para os outros e...clicam.
Aparece num ecran na parede, o resultado por partidos, e tambem dois deputados "não inscritos"?
Faz-se silêncio, qualquer coisa não está bem!
O Presidente pergunta:
"Ouve alguem que não conseguiu clicar a tecla azul?"
Vêm-se novamente vários braços no ar.
Os secretários da mesa não param de receber telefonemas.
Nota-se que o Presidente está incomodado e um tanto embaraçado.
Passa a contar os braços no ar, e informa que são quatro do P.S., e três do P.S.D.
Todos os outros partidos não tiveram problemas.
A seguir, o Presidente soma em voz alta os números de braços no ar, aos números que estavam no ecran, e faz-se silêncio novamente.
Novo embaraço.
Depois diz: "Senhores deputados os números no ecran não estão certos. Há erro.
E o tempo a passar...
Por fim diz:
"Senhores deputados, por favor não se mexam, fiquem nos seus lugares quietos, porque vamos proceder á "verificação visual"?
Apercebo-me que começa a contagem por cabeça.
E o tempo a passar.
Daí a pouco, o Presidente pega numa esferográfica, e faz a soma num papel, de quantas cabeças contou.
E anuncia:
"Tantos deputados do partido A, tantos do B, tantos do C... etc.,e tudo somado dá 192, (eu pensei: então não são 230? onde é que estão os outros?) portanto temos quorum, podemos passar á votação.
Eu preparo-me para ver pela primeira vez como é que iriam votar através das novas tecnologias, quando para neu espanto, vejo que a votação decorre da mesma forma que decorria "antes " de haver as novas tecnologias, ou seja, levantam-se, ou não se levantam... e sentam-se os deputados de cada partido, até todos o terem feito.
Compreenderão o meu espanto!
Afinal de contas a nova tecnologia de ponta instalada, não deu sequer para contar o número de Deputados presentes...
No caso só serviu para que se instalasse uma enorme confusão, e se perdesse "montes" de tempo.
Não me levem a mal, mas eu fartei-me de rir com a situação.

Podem imaginar o tempo que tudo isto demorou?
Podem imaginar a confusão que se gerou?
Podem imaginar o ridículo que foi?
Pois muito bem!

Não foi por certo, por falta das melhores condições de trabalho... das melhores tecnologias, e ainda por cima, funcionando a Assembleia da República na melhor sala de Sessões do mundo!
Que dizer?
Que pensar?
Cada um imagine o que quiser.

9 comentários:

Anita disse...

Amiga que o seu fim de semana seja como uma Música de Amor... e a faça sorrir do começo ao fim... ou como um Sonho... daqueles que nos fazem intensamente felizes, mesmo quando acabam... pois o Amanhã sempre traz uma Aurora, um Sopro de Esperança e um Gesto de Ternura...

Beijinhos e um maravilhoso fim de semana.
Fique bem. Fique com Deus.
Anita (amor fraternal)

Fátima André disse...

A prova de que a tecnologia de ponta não é solução para tudo... o mesmo se aplica às escolas, ao ensino/aprendizagem e/ou à melhoria dos resultados escolares...

bete disse...

Eu imagino (no meu modesto entender), que primeiramente os senhores deputados deveriam ter passado por um treinamento, fazendo uma rápida simulação. Em segundo lugar, os aparelhos já deveriam estar ligados antes de começar a sessão. A alta tecnologia colocada à serviço de pessoas que a desconhecem de nada vale.

Mas espero sinceramente que eles se acertem, um equipamento tão caro precisa estar em perfeito funcionamento, e a serviço do povo.

Rosa disse...

Olá Viviana
Espero que esteja a ter uma boa tarde "ainda que meio invernosa" :)
O que nos relata mais parece uma história para crianças rirem, mas claro que é uma situação pouco favorável e nada engraçada.

Viviana, ainda sobre o mestre José Franco, tive hoje de manhã a oportunidade de ver na tv uma reportagem com ele, e alguns dos seus trabalhos, a entrevista foi com um seu neto (creio eu) pena só depois da sua partida se falar e mostrar alguma da suas obras...

Viviana resto de tarde tranquila, já que não dá para ir jardinar :))
Beijos

gaivota disse...

oh minha amiga... estes debates são realmente uma anedota!!! às vezes assisto a qualquer "coisita", mas desisto... não se aprende nada! é mesmo para rir!
bom fim de semana
beijinhos

renato_oliveira disse...

Olá Amiga Viviana!

Pois é, cara Amiga. Sabe que um dos problemas, é que hoje é Sexta-Feira! E os senhores deputados já estão a pensar no passeio!

Até porque, de acordo com o que me foi transmitido, eles já tinham feito um "mini-estágio" para se adaptarem às novas tecnologias!

É o problema da Irreponsabilidade Portuguesa e da falta de controlo existente na Ass.República!

Os senhores deputados até podem faltar 5 dias seguidos, bastando dizer que estiveram doentes! Os restantes trabalhadores, incluindo a função pública, tem que apresentar um atestado médico!

É o Portugal na sua melhor fase!!!

É o País dos "Brandos Costumes"!

Depois os Portugueses têm os deputados que merecem!

Peço muita desculpa pelo desabafo!

Um grande abraço,

Renato

Viviana disse...

Querida Anita

Mas que simpatia!

sempre, sempre a desejar-me coisas boas e lindas!

Obrigada minha amiga linda.

Tambem para si um óptimo fim de semana.

Olá Fátima,

Concordo plenamemnte consigo.

muitas vezes as pessoas iludem-se ou, querem iludir-nos...

Querida Bete,

Ouvi dizer que eles treinaram!

Mas o que é certo é que a coisas correu mal.

È verdade!

Tanto dinheiro ali gasto...

Querida rosa,

Ainda bem que viu a reportagem sobre o Mestre José Franco!

Que bom!

Li algures, que ele não teve o reconhecimento que merecia por parte dos politicos e entidades oficiais.

È por essas e por outras, que eu sempre a alertar as pessoas á minha volta, para enqusnto é tempo, valorizarem e darem o devido trato que merecem.

Olá Gaivota linda

Tem razão boa amiga.

Não se ganha nada, pelo contrário... só se perde. a ouvir aqueles senhores.

Eu é raro ver.

Olá Renato, meu bom amigo

Pelo que me apercebo o meu amigo, tambem não tem muita paciência para estes senhores.

Na verdade, a gente ás vezes nem sabe o que pensar deles!

E imaginarmos nós que eles estão ali a representar-nos!...

Enfim.
O meu migo desabafe á vontade!
Desejo a todos uma boa noite de repouso e bons sonhos!

Fiquem bem

Um grande abraço

viviana

Pico da Pedra disse...

Estimada amiga, o erro deveu-se aos dispositivos entre as cadeiras e os teclados, reparou?

Na minha vida ligada à informática, até já fui chamado ao tribunal só para explicar o que era um sistema operativo, como comunicavam as redes e coisas desse tipo. Advogados (a maioria dos deputados), juízes e professores de português têm mais aversão à informática que Maomé tem ao toucinho.

Tirando o Word, claro :)

Viviana disse...

Olá Zé Luis, meu bom amigo

Eu tambem acho que o motivo foi esse, apontado por ti.

Mas é um pouco estranho, não?

Bom, pode ser que eles com o treino consigam utilizar e tirar proveito do material instalado.

um grande abraço

Estive hoje com a tua mãezinha e falámos de ti...

Abraços cá de casa

viviana