terça-feira, 5 de maio de 2009

Saudades do Rio da minha infância


O Marachão -Rio Lis em Leiria - Foto de As - Nunes


Estes velhos Plátanos conhecem-me muito bem...foto de As - Nunes


Quantas vezes palmilhei estes caminhos! Foto de As - Nunes

Cresci na cidade de Leiria de onde guardo tantas e tão lindas recordações...
O rio Lis, por exemplo, cujas margens palmilhei passo a passo, metro a metro, desde o Marachão até para lá dos Moínhos da Barosa.

Hoje lembrei esse belo rio da minha infância e em sua homenagem publico aqui um Poema belíssimo do grande poeta, filho da cidade, Rodrigues Lobo.

Rio Lis

Fermoso rio Lis, que entre arvoredos
Ides detendo as águas vagarosas,
Até que umas sobre outras, de invejosas.
Ficam cobrindo o vão destes penedos;

Verdes lapas, que ao pé de altos rochedos
Sois moradas das Ninfas mais fermosas,
Fontes, árvores, ervas, lírios, rosas,
Em quem esconde Amor tantos segredos;

Se vós, livres de humano sentimento,
Em quem não cabe escolha nem vontade,
Também às leis do Amor guardais respeito.

Como se há-de livrar meu pensamento
De render alma, vida e liberdade
Se conhece a razão de estar sujeito?

Rodrigues Lobo
1580-1623

Nota: Se desejar conhecer mais sobre a bela cidade de Leiria, visite este blogue:
http://dispersamente.blogspot.com/

10 comentários:

Anita disse...

Às vezes pedimos coisas à vida que ela não tem para oferecer. Mas, às vezes ela nos dá coisas que não sabemos como agradecer... Como a sua amizade, foi presente do céu...


Como é bom recordar!!!

Beijinhos e continuação de uma maravilhosa semana.
Fique bem. Fique com Deus.
Anita 8amor fraternal)

Rosa disse...

Olá viviana.
Bom dia.
Recordar é viver...
e sem dúvida, pelo que nos é dado ver, o sitio é lindo.
A beleza das coisas que vimos, as recordações que elas nos deixam, são a roupagem com que "vestimos" a nossa vida.
Viviana, tenha um dia muitooo feliz.
Beijos

as-nunes disse...

Bom dia, Viviane

Foi uma surpresa agradável o comentário que me deixou lá no "dispersamente"...
Folgo muito em saber que conhece na perfeição esta zona, o Rio Lis como referência icontornável, o Marachão (sabe que o topónimo atribuído ao Marachão é Av. Engº José Lopes Vieira?).
A cidade está a ficar bonita, sem dúvida.
Já cá vivo desde 1966, altura em que vim leccionar para a então Escola Industrial e Comercial de Leiria.
Era um jovem imberbe quase.
E cá fiquei...
Claro que vou colocar o seu link no meu blogue.
Beijinho
António

esperança disse...

Olá! Maninha querida, boa tarde!!

Que óptima, num turbilhão de doces e muito queridas recordações; Revivi a nossa infância
e adolescência com o imenso! E muito bom! Que elas encerram. Também eu tenho muitas saudades desse tempo de amores e sonhos. Quantas brincadeiras e mergulhos nas límpidas aguas do lindo rio Lis; lá para os lados da ponte de ferro.
Não sabia que Rodrigues Lobo foi um poeta; aprendi um pouco mais. Conheço, e muito bem, a Praça Rodrigues Lobo, com a sua lindíssima calçada portuguesa.

Tem, tenhamos todos que te visitamos, um bom resto de dia
Esp

Maria Emília disse...

Enganei-me!
Ontem, pela manhã, quando soube da morte de Vasco Granja, lembrei-me do quanto gostava de o ouvir (a ele e a um batalhão de mestres que antigamente povoavam os programas de televisão); lembrei-me também de um encontro ocasional que ele teve com a Nena... e pensei, amanhã a Viviana vai falar dele no seu blogue.

Enganei-me mesmo, mas acho que o rio Lis e Leiria também merecem uma homenagem, afinal, aquela cidade além de bonita, deu para a história dos baptistas muitos e fiéis servos de Deus.
Parabéns e um beijo.
Mimi

Avozinha disse...

Para não falar das Brisas do Lis...

bete disse...

E você escolheu belas fotos, sem dúvidas, que magníficos plátanos. Bela lembrança, o seu rio. Mais um item para eu conhecer quando aí for, quando o bom Deus assim o permitir.

renato_oliveira disse...

Olá Amiga VIVIANA!

Que grata surpresa para mim saber que a Viviana nasceu em Leiria!

Sabe que estive lá cerca de 4 meses, durante o meu trajecto no serviço militar, mesmo no Castelo de Leiria, lá bem no topo da cidade, e foram uns tempos (1970) bem passados com algumas belas recordações, extra militarmente falando, obviamente!

É muito linda a cidade de Leiria!

E este poema de Rodrigues Lobo também gostei muito.

Parabéns, Grande Amiga!

Abraço,

Renato

Ana Maria disse...

Olá querida amiga!
Como são belas as paisagens que você teve o privilégio de passear.
Tenha uma noite abençoada!
Beijinhos

gaivota disse...

que lindo teres trazido aqui leiria! a capital do meu distrito!
gosto muito de lá ir e tem boa qualidade de vida, é uma linda cidade!
beijinhos