terça-feira, 31 de agosto de 2010

As férias de dois pombinhos - Rama Lyon


Imagem da net.

A areia ficou dourada
Com os raios do sol-posto
Numa praia abandonada
Em finais do mês d’Agosto.

Dois pombinhos à beira-mar
Iam arrulhando coisas sérias,
O que é doce vai acabar,
Amanhã findam as férias.

E assim tão enamorados
Tendo o mar por companhia,
Despediram-se enlaçados
Do descanso e da alegria.

Regressaram ao seu pombal
Onde à anos fizeram ninho
Num modesto roseiral
Feito de amor e carinho.

E depois no dia seguinte
Pela manhã bem cedinho
Como faz o bom pedinte
Puseram asas ao caminho.

E lá foram pró trabalho
De cabeça bem erguida
Por esse difícil atalho
Que faz parte da sua vida.

Estes versos pobrezinhos
Vem mostrar em rica voz,
Que o caso destes pombinhos
É a história de todos nós.

Rama Lyon

Nota:
Encontrei este interessante poema do meu amigo Rama Lyon, no blogue da minha amiga Fernanda - http://laosdepoesia.blogspot.com/

4 comentários:

Fernanda disse...

Bonito poema. e' bom acordar, porque aqui sai 7h da manha e sentir que existe partilha nas coisas que se gostamos. tenha um resto de um bom dia. o meu esta comecar

manuel marques disse...

Passei para deixar beijinhos meus .

RAMA.LYON disse...

OLÁ
Amiga VIVIANA

é um grande prazer para mim sentir a enorme atenção que dispensa aos meus poemas...Bem claro, que pode sempre publicar aquilo que quizer, quer seja do blog da nossa amiga Fernanda, quer seja do que encontrar ao longo das páginas do meu..JARDIM DA AMIZADE.
Pode crer que eu também leio os seus textos com toda a atenção
Ainda não fui de férias...será a partir da próxima semana, mas escrevi este poema a pensar naqueles que já as acabaram.
Um abraço do amigo
Sempre ao dispor

RAMA LYON

RAMA.LYON disse...

Um grande beijinho para a amiga VIVIANA.
Muita coragem para o seu blog

Rama Lyon