sexta-feira, 20 de agosto de 2010

As rosas brancas



Este ano as minhas roseiras não foram muito pródigas em rosas, confesso que não sei qual o motivo.Cuidei-as do mesmo modo que nos anos anteriores; acarinhei-as, podei-as. reguei-as, coloquei terra nova...enfim, creio que fiz tudo o que era necessário fazer, no entanto as rosas foram escassas.
A semana passada, quando tratava dos vasos, descobri uma roseira nova com dois pequenos botões, que me pareceram brancos...e não me enganei.Na segunda feira estavam abertas duas belas rosas brancas, o que é um espanto pois estamos quase no fim do verão.
Não as cortei, deixei-as ficar a deliciarem-se com a luminosidade e o calor de um autêntico sol português, uma benção preciosa e muito especial.

4 comentários:

Fernanda disse...

Boa noite Viviana. Mesmo tarde, nunca e' tarde para florir e sentir.

E e' tanto o que se pode sentir no abrir de uma flor! O magico poder
da vida tao longe do nosso entendimento!

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Viviana!

Lindas as rosas...elas sabem as mãos que as cuidam!

Um beijo com carinho!

Sonia Regina.

Ao toque do Amor disse...

Olá...minha linda e doce Viviana
Que lindas as rosas.... que lindas são as mãos do mestre que as criou e permite que voce desfrute do seu aroma, cor e desses momentos que alegram o teu coração.
Vim, te oferecer um cartão. ele está na postagem de hj
com carinho
san

manuel marques disse...

beijo e bom fim de semana.As rosas são lindas.